Animal de estimação no apartamento. Este é um assunto que costuma ser muito polêmico nos edifícios. Por isso, quem deseja ter um bicho de estimação dentro do apartamento precisa estar atento aos seus direitos e deveres como morador. Mas você sabe quais são eles?

Neste post, listamos 6 dicas para você ter um animal de estimação no apartamento. Ficou interessado em conferir cada uma delas? Então, acompanhe com muita atenção o nosso artigo!

1. Tenha atenção com as regras e multas

Antes de trazer o pet para o apartamento, a primeira coisa a se fazer é descobrir se o seu  condomínio aceita que os moradores tenham animais de estimação. Atualmente, a maioria dos condomínios aceita. No entanto, há regras que precisam ser respeitadas.

Entre elas, podemos citar o uso do elevador de serviço para transportar o seu pet, assim como utilizar a saída da garagem para levar o seu animalzinho para passear. Portanto, fique atento a essas regras e evite problemas ou punições do condomínio.

Também é importante conversar com o síndico para descobrir os valores das multas, caso você tenha algum problema.

2. Leve o animal no colo para circular no prédio

Caso você queira circular nas áreas comuns do prédio, o ideal é levar o seu pet no colo. Utilize guia curta para evitar que o animal se aproxime das pessoas que têm medo. Para os animais de grande porte, como cães das raças Pitbull, Rottweiler ou Mastim Napolitano é ideal utilizar uma focinheira quando você circular pelas áreas comuns do edifício.

Neste caso, não deixe o pet solto em locais onde as crianças transitam com frequência. Dessa maneira, você evita problemas com os moradores.

3. Limpe a sujeira do animal

Essa regra vale tanto para as vias públicas quanto para dentro do próprio condomínio. Ao passear com o animal, leve uma sacola, luvas de silicone ou uma pequena pá. Não deixe os dejetos do pet nos locais por onde você passa.

4. Mantenha em dia a saúde do pet

Outra dica importante é manter em dia a saúde do pet. Portanto, vá sempre ao veterinário, cuide das vacinas, dê vermífugo e tome cuidado com as pulgas ou carrapatos. Cuidar da saúde do animal é mostrar que você tem responsabilidade com ele e sua casa.

5. Fique atento à higiene

Quem deseja ter um animal de estimação no apartamento precisa pensar na higiene do pet e do local onde ele vive. Não deixe de levar o seu bichinho no pet shop para um bom banho. Escolha um dia da semana para fazer isso.

Quanto a sua casa, cuide para que ela fique sempre limpa. Utilize um bom desinfetante que pode ser adquirido no próprio pet shop ou na veterinária.

6. Conheça o que diz a legislação

Essa sexta dica é muito importante. Você precisa conhecer a legislação para ter um pet em seu apartamento. Por isso, preste atenção nos seus direitos e deveres como tutor:

Direitos

  • A Constituição Federal, por meio do Art.5º, XXII e do Art. 170, II diz que o morador pode manter animais em casa ou no apartamento, contanto que a permanência dos pets não atrapalhe ou coloque em risco a vida de outros moradores;
  • Cães que são dóceis e que não representam perigo a terceiros não precisam de focinheira;
  • A Constituição Federal, em seu Art. 5º, concede o direito de ir e vir ao cidadão, e garante que o condômino ou visitante possa utilizar o elevador com seu animal.

Deveres

  • As crianças pequenas não devem ser deixadas com cães e sozinhas nas áreas comuns do prédio;
  • Evite latidos intermináveis e barulho. Segundo o Art. 42, IV do Decreto-Lei Nº 3.688/41 é de responsabilidade do tutor que o pet não prejudique a vida dos demais moradores e o funcionamento do condomínio;
  • Respeite o sossego. Evite barulhos e ruídos que incomodam. Caso contrário, o responsável pelo animal poderá ser preso.

Viu como é fácil ter um animal de estimação no apartamento? Agora que você conhece seus direitos e deveres não terá problemas com o sindíco e os demais moradores, não é verdade?

Gostou do conteúdo? Compartilhe o nosso post nas suas redes sociais!

Mondrian - Horizonte Construtora

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu