Não é segredo que conquistar a casa própria é o sonho de muitos brasileiros. Entretanto, antes de começar a juntar dinheiro para adquirir uma moradia, é importante que a família questione qual o tipo de imóvel ideal para as suas necessidades: casa ou apartamento?

Essa é uma decisão que depende de inúmeros fatores: número de membros familiares, animais de estimação, meio de transporte utilizado, pessoas casadas e com filhos, pessoas solteiras, entre outros. As particularidades do imóvel desejado também influenciarão na escolha.

Existem vantagens e desvantagens de se viver em uma casa, da mesma maneira que há ganhos e perdas quando se opta por morar em um apartamento. Portanto, elaboramos o conteúdo de hoje com o intuito de te ajudar a decidir. Continue acompanhando e confira os benefícios e malefícios de viver em qualquer uma dessas propriedades.

Morar em uma casa

Suas vantagens

Ausência de vizinhos

Não é que a escolha de uma casa elimina a possibilidade de ter que lidar com vizinhos, mas ao contrário dos apartamentos, eles não vivem tão próximos da sua moradia. Isso significa que você terá um pouco mais de privacidade, já que escutar o que acontece no imóvel ao lado não será tão fácil.

Espaço útil amplo

Outro ponto positivo de viver em uma casa é o maior espaço útil. Dependendo do tamanho do terreno, existe a possibilidade de fazer alterações na planta, ampliar ou construir cômodos novos. Com mais espaço disponível, criar bichos de estimação e até mesmo um pequeno jardim é muito mais agradável quando comparado a um apartamento.

Sem taxas de condomínio

A menos que você decida comprar uma casa em um condomínio fechado, não precisará pagar taxas mensais de condomínio caso escolha adquirir um imóvel em um bairro aberto. Seu único gasto será com o valor do imóvel, seus impostos — IPTU — e os serviços de habitação, como água, gás, luz, etc.

Suas desvantagens

Mesmo com todos esses benefícios, viver em uma casa também apresenta desvantagens. Por isso, é imprescindível analisá-las, pois alguma delas pode influenciar a sua decisão final. Veja a seguir os principais pontos negativos de viver em uma casa.

Altos custos de manutenção

Enquanto que você tem a liberdade para fazer quaisquer modificações estruturais no imóvel, por outro lado, toda a manutenção da propriedade fica sob sua responsabilidade. A taxa de condomínio serve justamente para custear serviços como limpeza do prédio, reparos em redes elétricas e hidráulicas. Ao escolher morar em uma casa localizada em um bairro aberto, todos esses gastos sairão do seu bolso.

Problemas com segurança

A maior diferença entre uma casa ou apartamento está na segurança. Uma casa que não faz parte de um condomínio é mais vulnerável do que qualquer apartamento, estando sujeita a mais invasões ou ataques. Caso você passe a maior parte do dia fora de casa, a preocupação com esse fator é ainda maior.

Morar em um apartamento

Suas vantagens

Menores gastos

Apesar de ter que arcar com a taxa de condomínio, basta colocar no papel todos os gastos com manutenção do imóvel e da sua infraestrutura para perceber que esses valores são bem mais baixos quando comparados ao de uma casa. Isso porque as taxas a serem pagas são divididas por todos os moradores do prédio, enquanto que em uma casa, o proprietário terá que arcar com tudo sozinho.

Mais segurança

Morar em um apartamento é uma opção consideravelmente mais segura do que em uma casa. Nele, existe a proteção de um portão alto e gradeado, a vigilância de um porteiro 24h e a presença de vizinhos próximos que podem zelar pela integridade do seu imóvel e da sua família. Além disso, dependendo da altura que o seu andar se localiza, o acesso não autorizado ao seu apartamento é dificultado.

Suas desvantagens

Aceitar as regras impostas pelo síndico

A principal característica de se morar em um apartamento é a obrigação de seguir as regras impostas pelo síndico. Há uma série de normas que devem ser respeitadas, como horário de silêncio, autorização para utilizar os espaços de lazer, condições para ter bichos de estimação, entre outros. Você é quem deve avaliar se essas regras de convivência serão problemáticas ou não.

Como você pode notar, decidir onde morar e optar por uma casa ou apartamento envolve muitas variáveis. Dessa maneira, somente você é quem poderá determinar qual a melhor opção, afinal de contas, existe um perfil adequado para cada tipo de moradia.

Caso você tenha uma família grande e deseja conforto, mais privacidade e liberdade para fazer modificações, uma casa provavelmente será a melhor escolha. Porém, se você for uma pessoa solteira, que passa muito tempo fora de casa e preza pela segurança e praticidade, um apartamento atenderá suas necessidades perfeitamente.

Gostou deste artigo? Então curta a nossa página no Facebook para continuar tendo acesso a mais conteúdos!

cta-mondrian

Deixe uma resposta

Fechar Menu