O momento de comprar o primeiro imóvel é muito marcante na vida de qualquer pessoa; por isso é importante não se precipitar e pesquisar o mercado para encontrar a propriedade ideal. Também, é preciso entender que a melhor casa não será necessariamente a mais barata, mas aquele que vai proporcionar melhorias em sua qualidade de vida.

E com o mercado imobiliário aquecido, a hora de adquirir uma nova casa não poderia ser melhor. Assim, com o objetivo de lhe ajudar a se planejar corretamente para alcançar esse sonho, foi que elaboramos este artigo! Aqui, você verá dicas do que fazer para conseguir a primeira moradia da melhor maneira.

1. Faça uma planilha financeira controlada

Um bom planejamento financeiro é o primeiro passo na jornada de compra da casa própria. É preciso muita preparação, pesquisa e organização para isso. Portanto, mantenha todas as suas finanças sempre organizadas; uma planilha com todos os gastos fixos e variáveis é uma excelente forma de fazer isso!

Ao colocar as despesas na ponta do lápis, você conseguirá ter uma visão ampla da sua renda total e do quanto gasta. Serão essas informações que lhe permitirão descobrir a abordagem que mais se adequa à sua realidade financeira, como o quanto poupar a cada mês ou qual empréstimo conseguir.

2. Programe-se para dar uma entrada

Ainda na etapa de organização financeira, saiba que: quanto mais cedo você começar a investir para comprar o primeiro imóvel, mais rápido você alcançará este sonho! Para realizá-lo, estude as diversas categorias de financiamento existentes no mercado e escolha aquela que lhe trará mais benefícios.

Entretanto, é importante que você saiba de uma coisa: a não ser que tenha condições de pagar à vista pela casa desejada, você terá que dar uma entrada e financiar o restante do valor. Mesmo sendo uma parcela menor — geralmente pede-se o mínimo de 25% do valor total da construção como entrada —, não é um montante que se consegue rapidamente.

Então, indicamos que você se programe para poupar desde já uma parte da sua renda para chegar nessa quantia. Quanto maior é a sua reserva para isso, menores serão as parcelas da sua dívida no final da compra.

3. Pesquise o melhor custo-benefício

Nesta fase do planejamento, as decisões são menos técnicas e mais pessoais, mas, ainda exigem atenção. Pesquisar a casa que lhe fornecerá o melhor conforto, segurança, comodidade e ainda adquirí-la por um preço baixo é um desafio e tanto.

Tome cuidado para não se prender muito ao valor da propriedade; é da sua casa que estamos tratanto, de um espaço em que você passará boa parte da sua vida! Limitar essa conquista ao preço pode não ser um bom tratamento.

Imagine o quão desagradável seria comprar uma casa apenas porque estava barata e depois ter que lidar com inúmeros problemas de construção. É esse tipo de coisa que prejuducará a sua vivência e tornará o negócio inicialmente barato em caro.

Portanto, tenha em mente que a sua moradia ideal, que atenderá às sua necessidades, provavelmente não será o mais barato do mercado. O custo deve ser, sim , considerado, mas a sua qualidade de vida deve vir sempre em primeiro lugar.

4. Elimine gastos supérfluos

Sabemos que, para que qualquer projeto de longo prazo se conclua, certos sacrifícios precisarão ser feitos. E para que você consiga concretizar o sonho da primeira casa própria, a situação não pode ser diferente.

Eliminar certas despesas, principalmente as desnecessárias, é parte desta jornada. Procure cortar os gastos supérfluos, que só fazem aumentar as contas no fim do mês e que não tem real utilidade para você, como aquele pacote de luxo da TV a cabo.

Tais medidas podem parecer insignificantes, mas são pequenas ações como esta que farão a diferença entre ter o suficiente para conseguir o tão esperado primeiro imóvel, e arcar com suas despesas, ou postergar ainda mais esse sonho.

Pois, é, você percebeu que comprar o primeiro imóvel não é tarefa simples. Mas, com uma boa preparação e um suporte, principalmente, daqueles que são próximos a você, ela se torna menos complicada. Além disso, lembre-se sempre de dar prioridade aos fatores que melhorarão a sua qualidade de vida no seu futuro lar, como segurança e comodidade.

Gostou deste artigo? Então mostre aos seus amigos que você já sabe o que fazer para comprar sua primeira casa, compartilhando este post em suas redes sociais!

Deixe uma resposta

Fechar Menu