É um fato que muitos sonham em ter a casa própria. Mesmo que seja um objetivo de alto custo, é possível comprar um imóvel sem se endividar; basta fazer um bom planejamento. Com uma boa organização financeira, existe ainda a possibilidade de adquirir a propriedade em menos tempo.

Claro que existem aqueles que dispõem de um montante suficiente para quitar a construção à vista. Entretanto, a realidade da maioria das pessoas é bem diferente, o que torna o financiamento a opção mais viável para conseguir comprar a casa própria mais rapidamente.

Dessa maneira, é com base nessa situação que focaremos o conteúdo de hoje. Continue acompanhando para descobrir como adquirir o imóvel sem mergulhar nos débitos. Confira!

Organize as finanças pessoais

Quando falamos em planejamento financeiro, a ideia que surge na mente das pessoas é de algo trabalhoso e complicado. Mas, a verdade é que fazer um controle de gastos é muito simples. Tire algumas horas do seu dia para anotar o seu fluxo de renda; quanto ganha, quanto gasta, quais são os custos essenciais e quais são dispensáveis.

Ao ter essas informações bem definidas, poderá partir para o próximo passo: adequar o seu estilo de vida ao que ganha. Claro, isso se você estiver em uma situação em que gasta mais do que recebe. Caso contrário, parta para o terceiro passo, que é reservar uma porcentagem do seu salário para montar um capital e conquistar sua casa própria.

Pague todas as suas dívidas

Antes de começar a investir em qualquer negócio, o segundo estágio é dar prioridade a quitar as dívidas existentes. Depois de organizar as suas finanças, identifique seus endividamentos e trabalhe para sair deles o mais rápido possível. Entre em contato com a instituição em que possui débitos e tente negociá-los.

Um exemplo bem concreto é a dívida com cartão de crédito. Os juros aqui são extremamente altos — cerca de 360% ao ano, seguido do cheque especial, que está em torno dos 320% ao ano —, então a solução é negociar a dívida em parcelas que caibam no orçamento, quitá-la e, só então, partir para uma linha de crédito mais barata, como o empréstimo consignado, para conseguir um bom financiamento.

Corte as despesas extras

Sabemos que a teoria é mais fácil do que a prática, por isso iremos lhe ajudar nessa questão. Determine quais são os gastos indispensáveis, além das contas fixas, e quais são as despesas desnecessárias, aquelas com as quais você pode viver sem. Tendo identificado isso, elimine as despesas supérfluas.

Você também pode economizar nos gastos essenciais. O supermercado, por exemplo, que é uma despesa recorrente, pode ser mais barata. Para isso, evite fazer as compras quando estiver com fome, faça uma lista com tudo o que precisa e dê um limite para o valor final da compra. Assim, você evita comprar itens por impulso.

Guarde dinheiro para dar entrada

Esta é outra dica importante para comprar um imóvel sem se endividar. Como dissemos inicialmente, pagar um imóvel à vista é praticamente inviável. E o financiamento é a solução mais fácil e realista.

Contudo, independentemente do tipo de financiamento escolhido, é necessário pagar uma entrada. Esse valor será determinado pela instituição que lhe concedeu o crédito, mas saiba que o valor mínimo é de, pelo menos, 20% do preço total do imóvel. Portanto, separe um montante além da seu fundo de emergência para chegar ao valor ideal de entrada.

Faça uma reserva financeira para a documentação

Além de guardar uma parte da renda para o seu fundo de emergência e poder pagar a entrada do imóvel, procure construir um capital para arcar com os custos de documentações.

O ITBI — Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis —,  é cobrado pela prefeitura, normalmente cerca de 2% do valor da propriedade. O registro do proprietário é um documento emitido por cartório, que serve para comprovar quem é o dono do imóvel, sendo um conjunto de taxas que variam de acordo com o valor do bem.

E as taxas de mudança são aquelas que você terá que pagar para transportar seus móveis e outros objetos para a nova casa. Esses são gastos com os quais você terá que lidar, portanto, é importante se preparar para eles.

Bom, conseguir comprar um imóvel sem se endividar não é lá muito fácil, mas também não é nada extremamente complicado. Como você pode ver ao longo deste artigo, basta um planejamento financeiro eficiente para adquirir a casa própria sem se preocupar com débitos.

Algo que pode tornar esse trajeto ainda mais fácil é o apoio dos familiares. Então, converse com todos, deixe-os a par da situação, das mudanças financeiras e peça a contribuição deles.

Agora que você já sabe o que fazer para evitar o endividamento na hora de comprar seu imóvel, curta a nossa página no facebook para receber mais dicas como esta!

cta-mondrian

Deixe uma resposta

Fechar Menu