O processo de compra e venda de uma residência costuma ser trabalhoso, por isso, é importante ter um bom planejamento. E para comprar o imóvel ideal, é necessário levar em conta uma série de elementos, além das suas exigências pessoais.

Analisar aspectos como a região do imóvel, a infraestrutura oferecida pelo bairro, a acessibilidade, a disponibilidade de serviços básicos etc., é algo que a maioria das pessoas já sabe que precisa fazer. Mas esses pontos só aparecem depois de ter certas questões bem definidas.

No conteúdo de hoje, ajudaremos você a resolver as principais delas. Afinal, esses são os primeiros passos para conquistar a tão sonhada casa própria. Continue acompanhando e descubra como se organizar e atingir esse grande objetivo!

1. Comece controlando os gastos pessoais

Essa primeira dica vai te ajudar muito no processo de poupar dinheiro para conseguir a futura casa. O que você precisa fazer é organizar o seu orçamento pessoal e o da sua família, caso tenha uma. Antes de mais nada, identifique quais são as despesas essenciais e supérfluas, eliminando ou reduzindo os gastos em tudo o que pode ser sacrificado.

Anote tudo em uma planilha organizada, por exemplo, separando as contas em categorias para facilitar. É comum achar que não dá para abrir mão de nada, mas saiba que dá para economizar até nas contas fixas, pedindo descontos na mensalidade da internet ou escolhendo produtos mais baratos no supermercado.

Depois, estabeleça um teto para o montante e foque em adquirir o imóvel; certifique-se de que esse dinheiro está sendo investido em locais que geram bons rendimentos.

2. Defina o que você está procurando

Feito o planejamento financeiro, está na hora de definir as suas prioridades e preferências. Pesquise a disponibilidade de imóveis novos e usados para descobrir qual deles combina mais com você e sua família.

Em suma, os empreendimentos novos são mais seguros, geram menos gastos com manutenção e possuem atrativos mais completos, como salão de festa, academia, piscina etc. Em contrapartida, seus valores são mais altos e, por serem novos, exigem mais acabamentos, podendo demorar para serem entregues.

Mas, se preferir as obras mais antigas, saiba que suas vantagens incluem espaços mais amplos, preços menores, além de já estarem prontos. Contudo, por serem mais velhos, os custos de manutenção são maiores e, geralmente, não contam com os mesmos atrativos dos imóveis novos.

3. Avalie a diferença de preços entre os imóveis

Após definir o tipo de propriedade que deseja obter, conseguir comprar o imóvel ideal já ficou um pouco mais fácil. Agora, você precisa pesquisar a diferença de preços entre os imóveis e as regiões em que se encontram.

Tenha em mente que nem sempre será possível comprar uma residência com todas as especificações que você quer. Por isso, busque manter uma alternativa com características diferenciadas caso não encontre o imóvel planejado.

Portanto, caso você queira uma obra nova, analise as vantagens e desvantagens de comprar uma já finalizada ou uma direto na planta, além das diferenças de valores. Outro cuidado que você deve ter é com a construtora; opte sempre pela mais confiável.

4. Estude o mercado imobiliário

Outro ponto importante dessa preparação é estudar o mercado imobiliário. É fundamental que você conheça bem as condições e as oportunidades oferecidas pelos bairros mais valorizados na hora de comprar a casa ideal.

É um fato que esse mercado é bastante competitivo e dinâmico, deixando a tarefa de acompanhá-lo bastante complicada. Mas, isso não significa que você não pode tirar proveito dessa dinamicidade; pense a longo prazo.

Entenda que aquele imóvel desejado que está fora do seu orçamento hoje, pode ficar disponível amanhã e em um valor até mais baixo do que você já estava disposto a pagar.

5. Conte com a ajuda de corretores

Por fim, não hesite em procurar a ajuda de profissionais especializados para te orientarem nessa jornada. Os corretores são altamente capacitados, basta deixar claro para eles o que você faz questão no imóvel e o que pode abrir mão caso a situação peça.

Com todas essas informações disponíveis, o seu processo de comprar o imóvel ideal certamente ficou bem mais fácil. Feito tudo isso, passe para a segunda etapa: avaliar os itens que citamos no início deste artigo, como a acessibilidade e a disponibilidade de serviços básicos na região. Ao seguir essas dicas, você terá sucesso em sua escolha e garantirá uma ótima qualidade de vida na nova casa.

E agora que você já aprendeu o que fazer para conquistar esse sonho, que tal se aprofundar mais nos seus conhecimentos? Confira essas 4 dicas de planejamento para comprar o seu primeiro imóvel sem erros!

Deixe uma resposta

Fechar Menu