Ao comprar um imóvel para locação foi feito um investimento de tempo e dinheiro para escolher o lugar mais adequado. Contudo, existem alguns cuidados ao alugar um imóvel que precisam ser tomados para que ele se mantenha bem conservado e continue gerando lucros.

Buscar uma orientação mais profissional, por exemplo, evitará certos riscos durante o processo, protegendo o imóvel, você e os futuros inquilinos de quaisquer problemas contratuais. Continue acompanhando este post para conhecer as outras precauções que precisam ser tomadas.

1. Confira se as cláusulas do contrato estão de acordo com os seus objetivos de conservação

Pensar em colocar uma propriedade para locação sem elaborar um contrato está fora de cogitação. Afinal de contas, é este documento que traz segurança ao dono do imóvel e ao locatário durante todo o período de ocupação. Com ele, é possível prever adversidades e criar soluções, bem como datas de pagamento, reajuste de valores e taxas a serem pagas.

Segundo a Lei do Inquilinato, o proprietário precisa cumprir com algumas obrigações antes de entregar o imóvel aos futuros moradores, e algumas delas precisam ser esclarecidas no contrato.

Reparar defeitos pré-existentes antes de entregar as chaves, se responsabilizar pelo envio dos boletos de aluguel, arcar com os impostos e demais taxas extras de condomínio, que é o caso do seguro contra incêndio, são as maiores responsabilidades.

2. Faça vistoria antes e depois do aluguel junto com o contratante

Outra questão estabelecida por contrato é a vistoria da propriedade junto ao locatário. Será por meio dessa visita que os novos inquilinos terão a garantia de que tudo se encontra do jeito que lhes foi apresentado e o dono do imóvel poderá conferir se houve danos inesperados na construção.

Dessa maneira, é importante que as duas partes da contratação visitem o imóvel em conjunto, fazendo vistorias minuciosas e as considerações contratuais. Faça uma avaliação bem detalhada: em ambientes escuros, ligue a lanterna do celular para se certificar de que não há manchas de mofo ou infiltrações nas paredes e tire fotos dos cômodos para análises futuras.

3. Tenha um bom relacionamento com os moradores do imóvel

O relacionamento entre o proprietário e os novos moradores é um ponto importantíssimo dos cuidados ao alugar o imóvel. Esclareça todos os itens primordiais para os inquilinos, como prazos de pagamento de contas, normas do prédio, cuidados com o imóvel, datas de reunião de condomínio, entre outros aspectos.

Um bom diálogo fortalecerá essa relação e poderá gerar mais confiança e respeito entre as duas partes, tornando a transação um ótimo negócio.

E falando da perspectiva do locatário, é imprescindível que ele tenha total consciência das suas responsabilidades como morador, que englobam a entrega da residência conforme foi recebida ao fim do contrato, pagar o aluguel e o condomínio em dia e conversar com o dono do imóvel sobre possíveis reformas.

Quando existe harmonia entre o proprietário e os inquilinos, conversar sobre quaisquer aspectos da construção é bem mais fácil.

4. Converse com os locatários sobre o condomínio

Antes de colocar o seu imóvel para locação, se lembre que existem alguns detalhes que não estão dispostos no contrato, pois estão ligados aos condomínio em si e não ao proprietário ou inquilino. Isso porque, tais particularidades, quando não especificadas previamente, podem causar estresses desnecessários, prejudicando toda a transação.

Portanto, busque conhecer o que é de responsabilidade do condomínio e os comunique aos futuros locatários o quanto antes. Por exemplo, pinturas e reformas na fachada do prédio são obrigações do condomínio, mas que frequentemente causam conflitos entre as duas partes por falta de comunicação. Desde que tudo seja esclarecido, problemas como estes poderão ser evitados.

5. Estabeleça as condições de locação

Como já foi dito ao longo deste artigo, é de extrema importância que o dono do imóvel deixe claro para os inquilinos as condições de moradia. Isso porque, não existem apenas os termos do proprietário, o condomínio também possui suas próprias regras de convivência.

Animais de estimação, por exemplo, é uma questão bastante discutida; mesmo que você os permita, o condomínio pode proibir a presença de pets. Portanto, fatores como estes devem ser conversados com antecedência.

6. Consulte um profissional para demais orientações

Por fim, a recomendação é que você contrate os serviços de profissionais qualificados para facilitar esse processo. Eles serão capazes de estruturar as documentações necessárias adequadamente, sempre acompanhando todos os envolvidos para que tudo corra conforme o planejado e previsto.

Com esse auxílio, informações cruciais, como a previsão de reajuste, não serão esquecidas. Inclusive, questões como as medidas de negociação, prazos e valores serão tratadas com o máximo de antecedência. Outros aspectos como IPTU, consertos e reparos do imóvel também serão discutidos devidamente.

Os cuidados ao alugar o imóvel são inúmeros, e estes são apenas os principais. É por essa razão que você precisa contar com uma construtora profissional, que entregue seus empreendimentos com alta qualidade e ainda seja capaz de conduzir tudo da melhor maneira possível. Investir em imóveis é uma excelente maneira de rentabilizar o dinheiro parado.

Gostou deste artigo? Caso queira saber mais sobre investimentos em imóveis e se especializar no assunto, não deixe de baixar o nosso e-book!

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu